contato |@| sobremusica.com.br

Bernardo Mortimer
bernardo |@| sobremusica.com.br

Bruno Maia
bruno |@| sobremusica.com.br

8.5.08

Shows: Fanfarra Paradiso e Bonde Som

Novidades na Música Instrumental Carioca

       Tá, um título desses já começa exagerado, seja porque tanto o Fanfarra quanto o Bonde já tocaram muito por aí, ou porque o funk tem lá suas doses de instrumental eletrônico novo, o chorinho, funk com chorinho, etc. Mas vamos ao assunto: sábado foi dia de ir à Áudio Rebel rever os amigos do Coquetel Acapulco, e ficar mais um pouco para ver a Fanfarra, que se não chega a ser de amigos é de conhecidos.
       A julgar pelo show que mostraram, os meninos se preparam para o lançamento do primeiro disco pela Midsummer Madness de ouvidos atentos muito mais para paisagens sonoras em arranjos cheios de camadas do que para um som de baile simplesmente. A banda é reconhecida como de ska, ou de swing (em inglês mesmo), mas está mais para uma mini-orquestra de trilha sonora, namorando até com um indie etéreo dos anos 90 - desde que você não esqueça a formação com cinco sopros da banda. Mas justamente pela expectativa lugar-comum de que uma frente de saxes tenor e alto, trompete, trombone de pisto e flauta transversa vá mais é virar metal pesado, o Fanfarra opta por abaixar o volume e privilegiar a dinâmica. Se é pra pecar, no caso deles, nunca vai ser pelo excesso. Aliás, nem toda apresentação deles conta com todos os integrantes, o que até é bom para tornar cada uma delas um pouco singular.
       Banda formada por amigos que muitas vezes se conhecem desde o colégio, o Fanfarra sofre de um mal que não passa batido: há músicos ali significativamente melhores do que outros. Para compensar, além de um natural destaque nos arranjos para os que se garantem mais, a banda demonstra tocar absolutamente concentrada no que está combinado e ensaiado. Às vezes, falta até sorriso, o que é bem engraçado. E sobram olhares cruzados, o que é sinal de que o papo é sério, pode reparar.
       A grande atração da noite era o Palmeras Kanibales, da Venezuela, mas não deu pra esperar. Depois de uma cervejinha na casa do dj, o destino foi a Casa Rosa. E a surpresa (para o desavisado), o show do Bonde Som abrindo para Rogê.
       O Bonde Som segue a escola do samba jazz dos anos 70, JT Meirelles e os Copa 5, por exemplo, e faz isso sob as bênçãos do saxofonista-modelo Carlos Malta. Não por acaso, Malta vira-e-mexe é o convidado em shows dos meninos. Igualmente não por acaso, grande parte das músicas do Bonde é levada pelos vários e excelentes saxes de Yuri Villar, inclusive "aquela do video game", uma interpretação para o tema de Super Mario Bros. O Bruno Maia ia adorar.
       Mas se o Fanfarra vive um dilema por ser banda de colégio, o Bonde sofre o de ser banda de universidade. E me perdôe os clichês, mas aqui vale o raciocínio. O som do Bonde é por demais referencial a um tempo passado, o que acaba idealizando um pouco os elementos que eles se dispõem a movimentar. Os timbres do teclado remetem ao jazz cubano, e vêm acompanhados pelas contribuições da percussão. Na bateria, as levadas do Beco das Garrafas (pensou Milton Banana?) são ótimas, mas não provocam reação, expectativa ou surpresa. Há qualidade, frescor não. Apesar de bons músicos, e de uma composição de banda mais regular e acima da média do que o Fanfarra, já que o texto é sobre os dois, ainda há invenção ali por fazer. Que o exemplo de Carlos Malta funcione nesse sentido.
       O Bonde Som também está prestes a se lançar em disco, mas pela Bolacha dos SMDs. E o Rogê, me desculpe, eu não fiquei pra ver.

       Só pra fechar, o disco do Tira Poeira que tá prometido pra sair (já saiu?) é também, mesmo sem ouvir, um novo ótimo exemplo do que está se fazendo de instrumental por aqui. A banda que o rótulo acusa de ser de chorinho, se você não ouviu, tem solos de sax hendrixianos, eletricidade nas cordas do violão, e todos mais aparentes paradoxos que soam muito naturais. Neste cd a caminho (já chegou?), há inclusive uma parceria do Tira Poeira com Sany Pitbull, reinterpretando um afrossamba de Baden Powell. Chorinho, bossa, funk: música instrumental.

1 Opine:

At 23:32, Blogger Otaner said...

"Às vezes, falta até sorriso, o que é bem engraçado" - achei a mesma coisa quando vi nas casas casadas...

 

Postar um comentário

<< Home


Blip.tv: O Bom Veneno, Nervoso e os Calmantes
Dailymotion: Stress, do Justice
YouTube: Cachoeira, Do Amor
Trilhas Sonoras: Apenas Uma Vez e Natureza Selvage...
SOBREMUSICA TV :: Roda de Samba no Semente (2)
SOBREMUSICA TV :: Roda de Samba no Semente (1)
Marcha da Maconha e do espírito democrático
Mashup Eclesiástico
SOBREMUSICA TV :: Céu (Abril Pro Rock 2008)
SOBREMUSICA TV :: Autoramas (Abril Pro Rock 2008)

- Página Inicial

- SOBREMUSICA no Orkut



Envio de material


__________________________________

A reprodução não-comercial do conteúdo do SOBREMUSICA é permitida, desde que seja comunicada previamente.

. Site Meter ** Desde 12 de junho de 2005 **.