contato |@| sobremusica.com.br

Bernardo Mortimer
bernardo |@| sobremusica.com.br

Bruno Maia
bruno |@| sobremusica.com.br

26.9.06

Ansiedade Atrapalha o Momento

Pressa Para Apreciar Com Calma

5 discos que eu tenho que ouvir imediatamente

*) The Information, Beck . É, é o tal do álbum infinito, parece que tá na internet já.
*) St. Elsewhere, Gnarls Barkley. Na boa, o Danger Mouse é o novo gênio cdf da música, tipo o Kurt Cobain há quinze anos. Só que um é Youtube, o outro é MTV.
*)Pieces of the People We Love, The Rapture. Podia ser só pelo título do álbum, mas Gonna Get Myself Into It é um musicão.
*) , Caetano Veloso. Pela banda que formou, acima de qualquer chatice, eu me afasto um pouco dos meus (pós)conceitos.
*) ?, The Good, The Bad and The Queen . Antes de fazer careta, presta atenção: Damon Albarn (Blur e Gorillaz), Paul Simonon (Clash), Tony Allen (batera africano que tocou com Fela Kuti) e Simon Tong (The Verve). E Dangermouse, aquele ali do segundo asterisco.


5 discos que me desinteressam demais

*) Carrossel, Skank. Samuel chorando que quer crachá de sofisticado é muita chatice junta.
*) Diplo presents: Bonde do Rolê, Bonde do Rolê. Com o CSS eu voltei atrás, mas Melô do Vitiligo não rola.
*) Meu Samba É Assim, Marcelo D2. É, cansei.
*) Rockabye, "Nirvana". Versão de Kurt Cobain para embalar o som dos moleques... Não é por aí, é?
*) Sebastião Estiva IV: Meu Paraná: verdades, mitos e falácias, Sebastião Estiva. Tanta coisa pra se levar a sério e aparece um Wally indie bancado por colunista...

É que eu não resisto a fazer listinhas, e nem me lembro da última publicada aqui.

7 Opine:

At 00:39, Blogger Bruno Maia said...

Banda boa! Não rola de chamar o Fela Kuti na cova pra dar umas mexidas na parada também? Fela Kuti rules!

 
At 00:51, Blogger Bruno Maia said...

Já ouvi o Skank novo, mas ainda não me convenceu de que merece linhas no sobremusica. Tá fraco, apesar de eu discordar veementemente da sua opinião sobre a entrevista do grupo para a Bizz. Acho ela contraditória em vários momentos, mas não chorosa. Na minha opinião, o Samuel acerta em vários dos tiros que dá, ao mesmo tempo que alguns voltam no pé dele... Além do que, ainda que se ache que o cara fala merda, isso não tem NECESSARIAMENTE a ver com ele fazer música boa ou não.

 
At 19:58, Anonymous Anônimo said...

Pieces of the People We Love é sensacional! Clássico sem ser retrô!

The Information é o velho Beck. Muito bom!

St. Elsewhere é legal!

Cê é de uma chatice abissal e essa bandinha... Resumindo:
Um velho entusiasmado pelo que ele acha que o novo e uns (nem tão) jovens apaixonados pelo que acham que é velho!!
Fala sério!

 
At 21:16, Anonymous Anônimo said...

D2 virou uma caricatura de si mesmo! Depois do genial "A Procura..." deveria ter ficado na sua. Fez um "Acustico" na seqüência sem muito assunto e nesse "Meu Samba é Assim" provou que já deu tudo o que tinha pra dar. Poderia até bater na tecla do discurso surrado da maconha mas preferiu essa auto-bajulação. Maior mico!
Nota 3! Ficou devendo.

Bonde do rolê é legal, vamos ver no Tim...

 
At 21:51, Blogger Bruno Maia said...

Qué isso, rapeize?!?! Po, vocês vem e colocam opinioes bacanas, pessoais sobre os trabalhos e se escondem no anonimato. Isso é feio. Vambora assumir aí. Afinal, eh ou nao eh pra isso que a gente tá aqui?!?! heheh!
Eu ainda nao gosto do disco do Skank, mas respeito o Pedro Alexandre Sanches. O rapaz fez uma análise mais profunda do disco "Carrossel" no site dele e tem uma entrevista do Samuel Rosa também. Se o Bernardo não estiver tao mal-humorado, ele vai ler tambem! Tá melhor do que a da Bizz.
pra quem quiser, http://www.pedroalexandresanches.blogspot.com

 
At 23:33, Anonymous Paulo Rodrigues said...

A entrevista do Samuel é lamentavel.

Não entende nada de música brasileira, o que fica claro ao "cometer" a frase: "não me arriscaria a dizer que em termos de música pop o brasil já tenha chegado ao brilhante resultado de produzir algo genuinamente seu".

O Liam Gallagher da Savassi é que deveria se preocupar em fazer algo genuinamente seu ao invés de ficar macaqueando os som dos outros! Antes era Reggae, agora é britpop, depois sabe deus...

 
At 16:21, Blogger Bernardo Mortimer said...

O que eu acho chato, é que o Skank era uma banda de gente boa, pra cima, a fim de papo. Tropeçava aqui e ali, mas acertava muito mais. Aí, veio uma síndrome por reconhecimento que tornou todos meio ressentidos. Como se o sucesso não bastasse, e fosse preciso pegar a "crítica" também. A entrevista do Pedro é bem isso, a evidência de algo mal resolvido no divã do Samuel.
E, Bruno, não é mau humor, eu até já tinha lido a entrevista, mas é que choro de artista consolidado não me comove quando a culpa é de todo mundo. É a evolução da música popular brasileira, o público, as gravadoras, Samuel só não fala de si mesmo!

É isso, gente.
E, poxa, é tão mais legal conversar chamando um ao outro pelo nome...

Um abraço e um beijo aí,

 

Postar um comentário

<< Home


Os Gianoukas Papoulas :: crítica
Minha Alma Canta
Rock'n Mall
3 anos de URBe :: Flautistas da ProArte
Franz Ferdinand :: Do you want to (vídeo)
Vai ter o Motomix em SP!
Franz Ferdinand é carioca
Franz Ferdinand :: Uma segunda vez
Festival internacional da canção
Branquinho, pretinho ou marrom?

- Página Inicial

- SOBREMUSICA no Orkut



Envio de material


__________________________________

A reprodução não-comercial do conteúdo do SOBREMUSICA é permitida, desde que seja comunicada previamente.

. Site Meter ** Desde 12 de junho de 2005 **.