contato |@| sobremusica.com.br

Bernardo Mortimer
bernardo |@| sobremusica.com.br

Bruno Maia
bruno |@| sobremusica.com.br

8.2.06

A Dama Me Concede a Honra da Próxima Dança?


Ela só pensa em beijar, beijar, beijar, beijar


      Se você é indie ou dança identificando electro de house ou se amarra num baile funk nem tão proibidão, você veio se preparando para a estação mais quente do ano do mesmo jeito – sabendo qual seria a próxima música a te fazer pensar e pular com SEXO em mente. Nas pistas, nas festinhas de fim de ano da tua empresa, faculdade, colégio ou galera, na boate ou antes do show que você aguarda, sempre tem aquele som que dura três ou quatro minutos e que é muito mais eficiente de tudo o que veio antes ou depois na noite.
      Pois bem. Cansei de Ser Sexy e MC Leozinho tão fazendo o som do verão brasileiro, e até a Rede Globo já se ligou, então se você não, tá por fora, compadre. Uma tá toda noite, lá no BBB, e a outra apareceu esse domingo no intervalo de um jogo aí, acho que do Botafogo, pra um filmete da Copa – manjado, né? “Ela dança” e um drible do Ronaldo, “eu danço” e um drible do Ronaldinho”, “ela só pensa em beijar”, e um beijo qualquer de alguém em um careca, seja o Roberto Carlos ou Barthez. Isso, fora o Faustão.
      Um dia foi o Prince, com aquele papinho de “Kiss”. Recentemente, foi “Hey Ya” com a duplinha do Outkast. Lá atrás, já rolou “In The Mood” (Joe Garland e Andy Razaf) de big bands, “Rock Around the Clock” de Little Richard (é, Little Richard…), e Elvis Presley, “Start me Up” do Rolling Stones, “I Feel Good” do James Brown, e mais algumas de – sei lá – Madonna, Dizzee Rascal (vai, “Stand Up Tall”), Red Hot Chili Peppers (vai dizer que “Give it Away”...), Marina Lima (…um calor no coração); Zoli, Cassiano e Tim Maia; Strokes, Franz Ferdinand e Artic Monkeys; Clash (Should I Go? É cínico ou não é?). Todas com o mesmo calor suado, sacanagenzinha no ouvido, ou via tecladinho/guitarrinha em respostinha (diminutivo = agudo) ou em silêncios de respiração na voz. E o baixão ali empurrando a puberdade além. Não é como um Stevie Wonder, que é romântico e manda bem. São músicas que se falam em mais que uma noite, é só pela mentira que a gente gosta de ouvir e de dizer: o papo aqui é hoje. E só. Se vier uma segunda vez, é porque é como se fosse a primeira. E única. E assim sucessivamente. Sabe aquele o-que-será-que-me-dá?
      Claro, há músicas políticas (de “Sunday, Bloody Sunday” a “Som de Preto, de Pobre, de Favelado”), há músicas de putas (e Body Count, Aerosmith e Prodigy sabem disso), há músicas de drogas, de barquinhos e de violões, de Ipanema e de amor demais. E daí?
      Cansei de Ser Sexy e MC Leozinho têm as músicas de sexo do verão, e elas são “Superafim” e “Ela Dança, Eu Danço”. Ignorar o título certo da canção pode fazer parte das regras do jogo.
      Na banda paulista, a historinha é de uma vingança por abandono, quase um “Baba baby” indie, por pouco sem Latino nem Kelly. A batidinha da guitarra reta que abre a música segura para o baixo se aproximar em um movimento que – ehm – vai e volta, saca? Claro, a introdução volta no meio, porque o teu caô vai ter que recomeçar depois do primeiro não. Depois, entra a voz totalmente filtrada cheia de orgulho ferido “vê se se toca que eu me toco também/ eu sou sereia e não preciso de ninguém”. Super a fim? O tecladinho safado tá ali, sacana, fazendo o que nunca foi novidade (nem nunca será?), mas convence, vai fazer o que?, continuar fingindo que não quer? Debochado, meio lesbo, mudando de assunto para roupa ou para o que aconteceu no dia, num daqueles papos que dá pra levar no automático, enquanto enrola pra voltar a pular em cima, e no final, a repetição que não cansa até chegar a hora de acabar, super a fim, super a fim, super a fim, superafim, superafim, superafim de mim.
      E rola o carioca, reedição menos pudica do Claudinho e Buchecha de tempos idos. Tem lá a batidinha de violão, e aquela submissão aos movimentos dela, ela dançando, e ele tentando comandar a festa pelo dj, pedindo pra fazer diferente, afinal, quando a gatinha dança fica querendo beijar. Beijar. Sei... só cai nessa quem quer. Só um beijinho? Já que é só um... Groove meio manhoso, mas esperto e ligado, a voz quase chorona mas sob controle, um papinho ruim de engolir mas insistente. E não é esse o segredo? E é ela que só pensa em beijar. Beijar. Saca? Fala com o dj.

      Sem bairrismo, mas esse negócio de pegar mulher é muito mais com carioca mesmo, e eu voto no pseudo-funk dance de boutique soul barato do MC Leozinho. Qual é a boa hoje mesmo?


Nada a ver

Itália

Nada a ver (2)

Tentei, mas não achei foto do MC Leozinho. Foi mal. Se eu achar atualizo.

6 Opine:

At 01:40, Blogger Bruno Maia said...

Perfeito, rapaz! Até que você, de vez em quando, acerta.

MC Leozinho tá fazendo com o funk carioca o que o Grupo Semente faz com o samba: revivendo a sua velha guarda e dando um passinho pra frente. Essa música é muito boa dentro do que isso possa querer dizer. É boa de ouvir, de cantar junto, é um preparativo de espírito. É mais rock n' roll que a Pitty.

 
At 17:12, Anonymous Júlio said...

Bom título!

 
At 11:22, Blogger André Monnerat said...

MC Leozinho é mesmo beeeeeem melhor do que Cansei de Ser Sexy.

 
At 12:28, Anonymous Anônimo said...

Fui trabalhar no planeta Atlântida, em Capão da Canoa, e a música que mais tocava era a do Leozinho...e o que mais rolava por lá era beijo na boca.
Beijo,
Jo

 
At 13:49, Anonymous naty said...

acho que nunca ouvi o cansei de ser sexy... mas não dá pra negar a força do "se ela dança...". é chiclete do bom. sei que sou suspeita, mas gostei bem!

 
At 17:25, Blogger Bruno Maia said...

Eu não sei porque você é suspeita...

 

Postar um comentário

<< Home


Moptop :: Os caras são enjoados...
Show: Móveis Coloniais de Acaju
É hoje o dia...
A importância dos singles
Entrevista Dé Palmeira
Los Hermanos 4, o show
A Importância de Ouvir
Entrevista Sérgio Filho, do Gram (Parte 2)
O melhor do ano
Listas, a retrospectiva do ano que passou...

- Página Inicial

- SOBREMUSICA no Orkut



Envio de material


__________________________________

A reprodução não-comercial do conteúdo do SOBREMUSICA é permitida, desde que seja comunicada previamente.

. Site Meter ** Desde 12 de junho de 2005 **.